Um Regresso às Aulas com Hábitos Saudáveis

Um Regresso ás Aulas com Hábitos Saudáveis

As férias de verão chegaram ao fim e é altura de regressar à escola e às rotinas. Os amigos voltam a encontrar-se depois de meses sem se ver, e os professores ficam surpreendidos com o quanto os seus alunos cresceram durante este período de férias.

Um novo ano letivo é sinónimo de coisas novas – talvez novos colegas, professores ou até mesmo uma nova escola – mas também novas disciplinas, livros e coisas para aprender!

E embora seja bom descansar e passar tempo com os filhos, muitos pais estão ansioso por regressar às suas rotinas normais.


Higiene e alimentação

No entanto, também se sabe que onde há muitas crianças reunidas, também circulam mais vírus e bactérias, e muitos pais temem as típicas gripes e constipações do regresso às aulas...

Ensinar as crianças a lavar frequentemente as mãos, a espirrar e tossir sob o cotovelo em vez da mão são excelentes formas e evitar a propagação de germes.

No entanto, é muito importante fortalecer o seu sistema imunitário, assegurando que obtêm os nutrientes necessários e dormem horas suficientes.

A vitamina D contribui para o normal funcionamento dos sistema imunitário. Existem no entanto alimentos naturalmente ricos em vitamina D. A fonte mais importante desta vitamina é, na realidade, o sol, uma vez que a vitamina D é produzida na pele quando esta é exposta ao sol. Outras fontes de vitamina D incluem laticínios enriquecidos e suplementos alimentares.


Saúde óssea

Em conjunto com o cálcio, a vitamina D também é necessária para o normal crescimento e desenvolvimento dos ossos nas crianças.

Adotar hábitos saudáveis de nutrição e exercício físico na infância apoia um crescimento saudável dos ossos e diminui o risco de osteoporose e fraturas no futuro. É durante a infância que o cálcio se deposita no esqueleto, fortalecendo e densificando os ossos. A toma de cálcio mostrou estar ligada à densidade mineral óssea nas raparigas.

O Centro de Pesquisa de Osteoporose e Doenças Ósseas dos Institutos Nacionais de Saúde (NIH) nos EUA incentiva os pais a promoveram a saúde óssea dos seus filhos, sugerindo:

”Contribuir para a conta do ”banco ósseo” dos seus filhos é um pouco como popar para a sua educação: Quanto mais ”juntarem” em pequenos, mais terão quando forem mais velhos.”

A saúde óssea das crianças no futuro pode não ser a principal preocupação ou prioridade para muitos pais (embora seja extremamente importante!), simplesmente porque uma má saúde óssea manifesta-se apenas mais tarde.

Crianças Saudáveis


Hábitos saudáveis

O que tira o sono aos pais são as relações sociais dos filhos com os colegas, as suas dificuldades de aprendizagem, os exames, o seu desenvolvimento no geral.

Novamente, ao assegurar que os seus filhos dormem o suficiente, fazem exercício físico e se alimentam bem, os pais estão a dar-lhes as melhores condições para crescerem e se desenvolverem de forma saudável.

Para dar alguns exemplos, o ferro contribui para um desenvolvimento cognitivo normal nas crianças e o iodo contribui para um crescimento saudável.

Uma alimentação variada e equilibrada contém minerais e vitaminas, e os suplementos alimentares são uma excelente opção para assegurar que as necessidades nutricionais das crianças são supridas.

Fonte: Elisabeth Nordstrom, nutricionista

Sem comentários